• molafurg

De peito ao prumo> Aristotelis cardoso


“O corpo é uma certeza materialmente sensível, diante de um universo difícil de compreender”, diz-nos o geógrafo Milton Santos. Para além, o corpo acontece e produz acontecimentos. Um corpo é sempre o resultado de permanências culturais, território de sentidos, ambiente da experimentação.


Um corpo é ao mesmo tempo índice, ícone e símbolo. Ao que significa e é significado, interpreta e é interpretado, representa e é representado. Memória do movimento de um corpo ancestral é uma série composta por quatro vídeos, sendo Do Peito ao Prumo a terceira manifestação. A série evoca em cada título, os arquétipos e elementos de Orixás femininos, também conhecidas como Yabás.


Do peito ao Prumo é o encontro com a memória ancestral do movimento do corpo de uma mulher preta. Sobre a presença de Nanã, a anciã que nos abre os portais da natureza onde tudo se origina, do sustento ao sentido.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo